Seguro viagem geral 728x90

7 Motivos Para Realizar uma Viagem Para Polinésia Francesa

A Polinésia Francesa é um território dependente da França, mas que possui sua autonomia, contando com um presidente e moeda própria. Ela se encontra no Pacífico Sul, próxima à Austrália e Nova Zelândia.

Trata-se de um verdadeiro paraíso formado por cinco arquipélagos, com ilhas de areia branca e mar turquesa que encanta os visitantes.

Nela você poderá praticar mergulho, nadar em lagunas e contemplar a paz e tranquilidade de ilhas paradisíacas.

Quer saber mais motivos para realizar uma viagem para Polinésia Francesa?

Então confira as informações que reunimos para você.

1. Conhecer a Famosa Tahiti

Tahiti é a maior e mais famosa ilha da Polinésia Francesa, onde se encontra sua capital Papeete.

É dela que chegam todos os voos internacionais, e mesmo que seja impossível não passar por ela, o lugar vai te encantar.

Além de poder realizar atividades litorâneas típicas e divertidas como mergulho, passeios de jet-ski e catamarã e banhos em lagos naturais, você terá a oportunidade de conhecer lugares interessantes como as fazendas de pérolas.

Você terá a oportunidade de mergulhar e ver de perto como funciona o cultivo das ostras, além de poder comprar joias feitas com elas, como brincos e colares.

Imagem de cidade no meio das montanhas, no Tahiti, na Polinésia Francesa.
Foto: Tahiti, Polinésia Francesa – Pixabay

E falando em pérolas, em Papeete você terá a oportunidade de conhecer o Museu das Pérolas (Musée de la Perle), onde você encontrará a maior pérola taitiana do mundo e conferir a história da pérola na região e como ela teve grande importância para a cultura e economia local.

No Tahiti você também poderá conhecer o Monte Orohena, a montanha mais alta da Polinésia Francesa, contendo 2241 metros de altitude. Ele fica próximo à cidade de Pirae.

Se você se interessa em saber mais sobre a longa história da Polinésia, o Museu do Tahiti e Ilhas é o lugar, ideal. Ele se encontra em Punaauia, uma comunidade que fica a apenas 7 km do Papeete. Nele você vai encontrar uma grande coleção formada por cerca de 30 mil objetos.

Além disso, no Tahiti você encontrará uma das ondas mais surfáveis e temidas do mundo, a Teahupo´o muito procurada por surfistas.

2. Curtir uma Viagem Romântica em Bora Bora

Imagem de praia com bangalôs, em Bora Bora, na Polinésia Francesa.
Foto: Bora Bora, Polinésia Francesa – Pixabay

A ilha de Bora Bora é conhecida por ser muito procurada por casais em lua de mel que são atraídos por suas ilhotas formadas por corais, onde poderão encontrar bangalôs relaxantes em lagunas tranquilas e convidativas.

Além disso, você poderá conferir a história do lugar, visitando os fortes deixados pelos nortes americanos quando se tornou uma base militar durante a Segunda Guerra Mundial.

Uma atividade bem praticada em Bora Bora é passear no fundo mar no lagoonarium, um veículo dotado de um domo que lembra um pequeno submarino, para que você possa ver a fauna marinha em seus maiores detalhes.

Você também poderá conhecer os montes Otemanu e Pahia, que são os pontos mais altos da ilha, sendo reminiscências de vulcões extintos.

3. Visitar a Bela Moorea

Imagem da ilha Moorea, na Polinésia Francesa.
Foto: Moorea, Polinésia Francesa – Pixabay

A ilha de Moorea é conhecida por suas lindas paisagens formadas por montanhas e cachoeiras, encantando os apaixonados por natureza.

Essa ilha é muito frequentada por jovens e também por cidadãos polinésios, dessa forma você terá a oportunidade de conhecer melhor a cultura e o modo de vida dos nativos. As mulheres usam tiaras de flores na cabeça e roupas coloridas cheias de estampas, enquanto que os homens são muito tatuados e estão sempre bem humorados.

Nela você poderá conferir uma bela vista local através do Toatea, um mirante que fica na entrada entre o porto e o aeroporto, onde você poderá ver o belo azul do mar se fundindo com o verde das matas ao redor.

Na ilha você também terá a oportunidade de praticar vários esportes aquáticos, como passeios em canoas taitianas, paddle boarding, kite boarding, squi aquático, surfe e mergulho. Além disso, você ainda poderá nadar com os golfinhos no Moorea Dolphin Center, onde também aprenderá a respeitar esses belos animais.

Encontre ofertas em seguro viagem para a Polinésia Francesa na REAL SEGURO VIAGEM:

4. Encantar-se com o Arquipélago de Tuamotu

As ilhas que citamos até o momento pertencem ao Arquipélago Sociedade, o mais popular da Polinésia Francesa.

No entanto o Arquipélago de Tuamotu também está sendo bem visitado, uma vez que suas ilhas foram originadas do acúmulo de corais. Trata-se de ilhas baixas com muitos bancos de areia e recifes de corais (atóis), lugares ideais para praticar mergulho e ver a beleza dos mares polinésios.

Nas ilhas você encontrará fazendas de pérolas, sendo que lugar é conhecido como o berço da lendária pérola tahitiana cultivada. Essas fazendas ficam nas lagoas pa´umotu, adquirindo cores e matizes surpreendentes.

Você ainda irá conhecer o atol de Rangiroa, que é o segundo maior do mundo e pequenas ilhas paradisíacas, que podem ser facilmente acessadas através de barco e avião.

5. Conferir os Outros Arquipélagos

Imagem de crianças brincando em praia no Arquipélago das Marquesas, na Polinésia Francesa.
Foto: Arquipélago das Marquesas, Polinésia Francesa – Pixabay

A Polinésia Francesa conta com mais três arquipélagos, que apesar de não serem tão visitados contém atrações incríveis.

O Arquipélago das Marquesas é formado por ilhas de formação vulcânica, as quais possuem praias de areia e águas mais escuras. Esse arquipélago é bem distante do Tahiti e um dos mais distantes de qualquer continente. É composto por 12 ilhas, das quais seis são habitadas.

Entre suas atrações se encontra a ilha Tahuata, que abriga uma população de especialistas em artesanato local. A ilha de Ua Pou que possui enormes pedras e colunas vulcânicas e a Fatu Hiva que possui o Vale Hanavae e a Baía das Virgens, uma das mais belas do mundo.

O Arquipélago das Austrais é dotado de ilhas misteriosas e intocadas, onde você encontrará areias brancas e belas lagoas azuis.

Há sete ilhas, cinco delas habitadas. Devido ao fato de não serem muito visitadas quanto os outros arquipélagos mantém sua beleza intacta, tendo belas paisagens formadas por montanhas, vales e planaltos, além de penhascos e cavernas, em que é possível observar as baleias jubarte que vão para a ilha todo o ano, entre agosto e outubro para ter seus filhotes.

Já o arquipélago Gambier é o mais isolado e remoto da Polinésia Francesa, onde você encontrará a ilha Mangareva, a principal do conjunto de ilhas, onde se encontra a capital Rikitea.

Você encontrará uma natureza exuberante, intocada formada por belas lagoas de águas claras, areias claras e belas montanhas ao redor, tornando uma simples caminhada um programa espetacular.

Algo interessante na ilha é que há construções históricas diferentes do usal, isso se deve ao fato de terem sido construídas com corais. Entre elas a que mais chama a atenção é a Catedral de Saint Michel que foi edificada em 1848 a mão com pedras entalhadas e fragmentos de coral e madeira.

6. Saborear Sua Gastronomia

A culinária polinésia é formada maiormente por frutos do mar, especialmente o atum, que pode ser servido cozido, assado ou cru.

Também há muitos pratos feitos com abacaxis e bananas, frutas bem fáceis de encontrar no lugar, assim como mangas, papaias, fruta pão e grapefruit.

A carne de frango e ovos também são muito apreciados, pra você ter uma ideia, os ovos são vendidos nas portas das casas, sendo bem comum encontrar galinhas e galos em todos os lugares, pelas ruas, nas casas.

Encontre a hospedagem ideal para você no BOOKING.COM:

Booking.com

7. A Simpatia dos Polinésios

Os polinésios costumam receber bem os visitantes estrangeiros, oferecendo flores na entrada dos viajantes ao país, como um presente de boas vindas, já que para eles as flores são um adereço bonito e importante.

Uma curiosidade interessante é que as mulheres costumam usar as flores no cabelo, sobre a orelha. Se a flor estiver sobre a orelha direita é sinal que a mulher é solteira, na orelha esquerda, casada.

Na despedida, eles costumam dar conchas, que são mais resistentes que as flores e ao mesmo tempo que servem como uma lembrança agradável da visita ao país, também é um convite para o retorno, para que possam ser devolvidas a seu lugar de origem.

Outra coisa interessante sobre os polinésios é que eles têm um profundo respeito pela natureza, afirmando que a terra não pertence a eles, mas que eles pertencem à terra.

Quer saber mais detalhes sobre a Polinésia Francesa? Então confira mais informações no artigo abaixo: 

7 Motivos Para Realizar uma Viagem Para Tahiti

Dicas

Não há voos diretos entre o Brasil e a Polinésia Francesa, mas é possível apanhar um voo no Chile, com escala na Ilha de Páscoa, o qual parte uma vez por semana (geralmente na segunda-feira), portanto quem segue essa rota, deve ter consciência de que ficará no lugar por pelo menos uma semana.

Outra forma é através de Los Angeles, nos Estados Unidos, que tem um voo direto para o lugar. No entanto é necessário tirar visto americano para passar pelo aeroporto.

Não é necessário visto de viagem para entrar no país, apenas um passaporte válido e certificado de vacinação contra a febre amarela.

A melhor época para visitar a Polinésia Francesa é durante sua estação seca (entre os meses de maio a outubro), dessa forma você encontrará tempo bom com menor risco de chuvas, podendo aproveitar melhor a viagem.

Para circular entre as ilhas, os viajantes usam meios de transporte aquáticos como veleiros, catamarãs, ferries ou iates. Para lugares mais distantes outra opção é apanhar um avião. E para circular pelas cidades e se dirigir a passeios são recomendados transfer dos hotéis que são mais baratos que táxis, podendo até mesmo serem gratuitos.

A viagem à Polinésia Francesa não é nada barata. Por isso é bom se preparar e planejar bem a viagem. É possível gastar menos, mas é bom se policiar na hospedagem e alimentação para diminuir os custos.

A moeda usada no país é o franco polinésio, no entanto também são aceitos dólares e euros.

Esperamos que as informações tenha ajudado.

Se tiver alguma dúvida, dica ou queira expressar sua opinião, fique à vontade para comentar.

E se curtiu o artigo, compartilhe com os amigos nas redes sociais.

Fontes – Folha Uol, Tahiti Turismo, Viagem e Turismo, Expedia, Wikipedia, Mochileiros, Lala Rebelo, Escolha Viajar

 photo banner real seguro 468 x 60_zpsgvj8olhy.jpg

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!