Seguro viagem geral 728x90

7 Motivos Para Realizar uma Viagem Para o Nepal

O Nepal é um país que se encontra na Ásia, na região dos Himalaias, fazendo fronteira com o Tibet.

É um país exótico e que tem uma cultura muito interessante. Foi nele que nasceu Sidarta Gautama, o Buda, a quem os budistas veneram.

Além disso, o Nepal contém atrações e paisagem impressionantes e um povo amistoso que recebe muito bem os turistas.

Quer saber mais motivos para realizar uma viagem para o Nepal?

Então nos acompanhe neste artigo.

1. Visitar Kathmandu

Kathmandu é a capital do país e também a cidade mais turística.

O lugar também conta com um grande número de mosteiros e monumentos religiosos, dos quais alguns são abertos para os turistas.

Entre seus monumentos temos a Torre Bhimsen, que infelizmente foi danificada durante o terremoto de 25 de abril de 2015. Hoje só restam as escadarias e a base do monumento.

Imagem da cidade de Kathmandu em Nepal.
Foto: Kathmandu, Nepal – Pixabay

No vale de Kathmandu você ainda encontrará sítios arqueológicos que apresentam vestígios de civilizações pré-históricas. É o lugar mais turístico do país, onde você encontrará sete grupos de monumentos que mostram características artísticas e históricas da região, entre eles templos.

Entre os templos que mais chamam a atenção na cidade estão Taleju, construído no século XII e Jaganath, edificado no século XVIII. Outro templo que merece atenção é Pashupatinath, que se encontra junto ao rio sagrado de mesmo nome e é dedicado ao deus Shiva.

Ainda há o conjunto arquitetônico de Nasal Chowk, a estátua do rei Pratap Malla, o antigo palácio real Narayanhiti que foi convertido em um museu em 2007 e a estupa budista (monumento construído sobre os restos mortais de uma pessoa importante dentro da religião budista) Swayambhu, uma das mais reverenciadas pelos budistas.

Na cidade você ainda poderá ver como vive a população visitando a zona comercial Thamel, que é bem movimentada, sendo composta por prédios com fachadas repletas de placas e sinalizações desorganizadas.

É também dessa cidade que partem a maior parte dos passeios para os aventureiros fãs de trekking e rafting. Em época de alta temporada (durante a primavera e outono) é possível ver alpinistas de várias nacionalidades nos bares e cafés da cidade.

2. Conhecer a Cultura e História do Nepal

Imagem de templo em Nepal à noite.
Foto: Templo em Nepal – Pixabay

Como um país antigo e exótico no Nepal não faltam histórias que impressionam e despertam a curiosidade dos turistas.

Na cidade de Lumbini, você se deparará com grandes riquezas tanto culturais quanto históricas. Esse lugar é considerado sagrado, pois foi onde Buda nasceu. Por isso assim como os cristãos, judeus e islâmicos fazem a peregrinação em Jerusalém, os budistas fazem o mesmo em Lumbini.

De acordo com a lenda sobre Buda, sua mãe, a rainha Maya Devi estava de passagem pela região quando entrou em trabalho de parto e deu à em Lumbini, em um bonito jardim que havia na época.

No local se encontra um templo dedicado a Maya, ao seu lado se encontra Puskarni, uma piscina sagrada, onde se acredita que a mãe de Buda tenha se banhado antes de dar a luz.

Na cidade você ainda poderá conhecer vários templos e mosteiros construídos por ramos budistas e países diferentes como Vietnã, Tailândia, Mongólia, França, Alemanha e Sri Lanka.

Assim como Buda nasceu em Lumbini, foi lá que o budismo também teve origem, sendo difundido para várias regiões da Índia e China, sendo considerada hoje a 5ª religião mais popular do mundo.

Além do Buda, o país conta com outra figura importante, a deusa Durga, que segundo sua crença, é a deusa da destruição e sacrifícios de sangue que encarna em meninas da casta dos ourives.

Por isso até hoje são selecionadas meninas que podem ser a encarnação da deusa, colocando-as em testes para provar se é a deusa encarnada ou não. Quando é escolhida a menina, ela se muda para o templo Kumari Bahal, saindo em público somente algumas vezes por ano.

O período de encarnação é curto, sendo que termina quando a deusa sofre uma perda muito grande de sangue ou durante a primeira menstruação.

Uma lenda muito conhecida no país é o Yeti, o Abominável Homem das Neves. De acordo com a lenda, ele teria surgido da união de um rei macaco e uma ogra. Várias pessoas afirmam ter visto o animal que ganhou versões similares como o Pé Grande nos EUA e Canadá.

No entanto da mesma forma que os ETs, o Yeti nunca foi encontrado.

Outra coisa interessante no Nepal é que há uma grande diversidade de culturas, sendo que vivem 35 grupos étnicos diferentes no país. Dessa forma você terá a oportunidade de encontrar uma boa variedade de idiomas, religiões, música e culinária.

Encontre a hospedagem ideal para você no BOOKING.COM:


Booking.com

3. Praticar Esportes Radicais

Imagem de pessoa fazendo trekking no Nepal.
Foto: Trekking no Nepal – Pixabay

Se você é fã de esportes radicais, Nepal é o lugar ideal, pois conta com várias montanhas e atividades cheias de emoção e adrenalina.

Há atividades para todos os gostos, você poderá realizar trilhas e visitar bases e até mesmo alto de montanhas, passeios de balão, paraglide, bungee jumping, rafting, entre outros.

Entre os passeios mais requisitados está a escalada no Monte Everest, que é a maior montanha do mundo. O monte recebeu o nome do governador-geral da Índia colonial, Sir George Everest que também era geógrafo, engenheiro cartógrafo e topógrafo, devido a seus estudos. Mas na língua local ele se chama Sagarmatha, que significa “Testa do Céu”.

A escalada é perigosa, sendo que mais de 200 pessoas morreram tentando concluí-la, mas também houve aventureiros que sobreviveram para contar a história. É possível visitar o monte tanto escalando, quanto fazendo uma simples caminhada até sua base ou mesmo sobrevoando o local.

E além das montanhas o Nepal conta com paisagens lindíssimas e outros lugares para explorar como florestas e matas selvagens.

4. Visitar Outras Cidades do Nepal

Imagem da cidade de Bhaktapur em Nepal.
Foto: Bhaktapur, Nepal – Pixabay

O Nepal ainda conta com mais cidades interessantes para visitar. Entre elas Patan, que fica a apenas 6 km da capital e é uma cidade bem pacata, onde é possível visitar a praça Durbar, a principal praça da cidade e centro histórico, sendo compostas por templos e palácios belíssimos. Infelizmente o lugar sofreu danificações com o terremoto de 25 de abril de 2015.

Outra cidade é Tansen que fica próxima a Lumbini e é conhecida por suas tradições, artesanato, monumentos e lindas paisagens. Os templos construídos no lugar são estilo pagode, o que dá certa característica à cidade.

Seus monumentos mais famosos são o Palácio Tansen e Palpa Ranighat e os templos Amar Narayan, Bhagwati e Bhairabsthan. Além do Taj Mahal que além de ser uma bela construção, a caminhada para conhecê-lo também vale a pena, por ser um lugar bonito cheio de paisagens naturais e aldeias típicas.

A cidade Bhaktapur foi a capital do Nepal até a metade do século XV. Nela você encontrará uma cultura rica, monumentos e trabalhos artesanais feitos com madeira, metal e pedra. Entre os locais mais famosos para visitar estão a praça Layaku e os templos Nyatapola, Bhairavnath, Dattatraya e Changu Narayan.

E também a cidade Janakpur, que é o centro de arte do Reino de Mithila, sendo também um lugar importante de peregrinação para os hindus. Nela se encontra o maior templo do Nepal, o Janaki Mandir, acém de outros templos que chamam a atenção como Vivah Mandap, Laxman, Sankat Mochan e Hanuman.

Além disso, na cidade ocorrem muitos festivais como Dipawali, Vijayadashami e Chhath que chama a atenção dos visitantes.

5. Saborear Sua Gastronomia

A gastronomia de Nepal é leve e saborosa, sendo que seus pratos são compostos maiormente por legumes e vegetais, já que a maior parte dos hinduístas é vegetariana.

Entre seus pratos mais famosos estão o dai bhat (feito com arroz branco e uma sopa ou molho espesso de lentilhas), este é geralmente servido em um tabuleiro onde se encontram um prato ou tigela de arroz, vários copos com molhos e sopas e outros ingredientes (como vegetais) em outras tigelas, assim como geralmente são servidas as comidas asiáticas.

Mas também há pratos que envolvem carne como frango, borrego ou peixe, e até mesmo iogurte. A comida nepalesa também costuma ser apimentada.

6. Boa Receptividade

Os nepaleses recebem muito bem os visitantes, sendo um povo amistoso e simpático.

E isso pode ser muito visto após o terremoto de 2015, já que se sentem agradecidos por ver pessoas visitando o país na época que eles mais estão precisando.

7. Baixo Custo

Outro bom motivo de viajar para o Nepal é que o custo de vida é baixo. Por isso você encontrará hospedagem, alimentação, transporte e passeios bem baratos, uma ótima notícia para quem quer economizar na viagem.

Encontre ofertas em seguro viagem para a Ásia na REAL SEGURO VIAGEM:

Seguro viagem asia 468x60

Dicas

Não há voos diretos entre Brasil e Nepal, sendo necessário fazer escala na Índia. Também é possível viajar de ônibus da Índia até o Nepal, no entanto a falta de infraestrutura nas estradas, o comportamento dos motoristas e o conforto limitado, além da longa jornada, faz com que a viagem seja um tanto perigosa e cansativa.

A segurança do Nepal é muito boa, sendo que ele é considerado um dos países mais seguros do sudeste Asiático.

A melhor época para viajar para lá é durante a primavera (fevereiro a abril) e o outono (outubro e novembro), já que o clima se encontra mais ameno, fora das épocas chuvosas e o frio do inverno nepalês que não é favorável para atividades ao ar livre.

Para entrar no Nepal é preciso visto de viagem, no entanto não precisa necessariamente retirá-lo na embaixada, ele também pode ser retirado na chegada do Aeroporto Internacional de Tribhuvan em Kathmandu e em seus pontos de entrada designados em Nepal.

Para retirar o documento você precisará de seu passaporte válido por no mínimo 6 meses, preencher o formulário de aplicação, uma foto 3×4 e pagar a taxa.

O valor vai depender da duração da estadia. Por uma estadia de 15 dias o valor é de 75 reais, 30 dias 120 reais e 90 dias 300 reais. Para maiores informações acesso o site da Embaixada do Nepal no Brasil.

A única questão é a limpeza, uma vez que assim como os chineses os nepaleses ficam devendo um pouco na higiene nos estabelecimentos públicos. Por isso é indicado tomar cuidado com os locais onde come e também evitar beber água sem ser engarrafada.

Esperamos que tenha gostado das informações e que elas tenham ajudado.

Caso tenha alguma dúvida, dica ou queira expressar sua opinião, deixe um comentário e nós ajuda na divulgação na rede social.

Fontes – Wikipedia, Catálogo de Viagens, Extremos, João Leitão, Papo de Homem, Viaje Mais Pagando Menos, Alma de Viajante, Viaje Aqui Abril

 photo banner real seguro 468 x 60_zpsgvj8olhy.jpg

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!