Seguro viagem geral 728x90

7 Motivos Para Realizar uma Viagem Para o Butão

O Butão é um país do sul asiático, o qual faz fronteira com a Índia e a China.

É um lugar exótico e sem igual, devido à conservação de sua cultura e patrimônio natural, assim como a felicidade da população, considerada a mais feliz do mundo.

No país você encontrará monastérios, fortes, belíssimas paisagens e um povo simpático e hospitaleiro.

Quer saber mais motivos para realizar uma viagem para o Butão?

Então nos acompanhe neste artigo.

1. A Unicidade de Butão

Butão é um país único, com características que você não encontrará em outros lugares no mundo.

Primeiro, devido a seu rei Jigme Singye Wangchurk (o 4º monarca do país) que além de viver em uma moradia simples ao invés de um palácio, se preocupa tanto com o bem estar de seu povo que ao invés de valorizar o PIB (Produto Interno Bruto) do país prefere a FIB (Felicidade Interna Bruta), a qual é avaliada de acordo com vários critérios como saúde, educação, bom governo, conservação do meio ambiente, desenvolvimento econômico sustentável entre outros.

Imagem de crianças sorrindo em Butão.
Foto: Crianças em Butão – Pixabay

Por isso apesar do país ser considerado um dos mais pobres do mundo, a população vive bem, com uma vida simples e honesta, não havendo mendigos nem animais abandonados. Uma prova de que para ser feliz não é preciso ter muito dinheiro.

Pois mesmo os animais são valorizados, sendo que os cachorros são esterilizados e alimentados pelos governos locais até o fim de suas vidas enquanto que os gatos são muito requisitados como animais de estimação, já que caçam os ratos que atacam os estoques de grãos durante o inverno.

A saúde também é levada a sério no país, sendo que até se uma pessoa precisar fazer tratamento no exterior, o mesmo é bancado pelo governo.

Devido a esse bom governo, os reis e rainhas são muito amados pelo povo, que espalham suas fotografias nas paredes das casas e estabelecimentos comerciais.

Como o país abriu suas portas para o mundo há pouco tempo (por volta dos anos 1970) conserva muito de sua cultura e belezas naturais. Outro grande diferencial.

Butão também foi o primeiro país do mundo a proibir qualquer tipo de fumo, inclusive cigarros e maconha.

O curioso é que a planta é cultivada livremente, mas para alimentar os animais, que ficam mais calmos, dormem melhor e engordam mais. Mas ninguém se atreve a desrespeitar a lei rigorosa do país e usar a maconha para consumo próprio. Isso pode resultar em 3 anos de prisão, sem direito a fiança.

2. Conhecer a Cultura do País

Imagem de criança com o pai em uma cidade de Butão.
Foto: Criança e o Pai em cidade no Butão – Pixabay

Butão, na língua nativa, significa “terra do Dragão”, sendo que a maior parte de sua população é budista.

Por isso você encontrará várias características budistas em suas cidades como templos e monges que são muito respeitados no país. Tanto que eles têm boa participação na vida familiar da população, nomeando seus filhos, fazendo uma espécie de “mapa astral” das crianças, onde revelam segredos sobre seu futuro e vidas passadas.

O povo também cultua um guru chamado Rinpoche, conhecido como o Segundo Buda e pintam desenhos fálicos nas fachadas de suas casas para atrair prosperidade.

As pessoas também usam roupas típicas que são feitas manualmente, as mulheres usam Kira (um conjunto que une um sarong enrolado ao corpo, uma blusa, e uma echarpe que cobre o ombro) e os homens usam Gho (uma espécie de quimono que cobre até a altura dos joelhos). Os tecidos são muito bonitos e bem detalhados.

Os homens também usam um tipo de echarpe de algodão bruto quando visitam as fortalezas (que funcionam como prédios administrativos), sendo o símbolo do servidor civil. E caso encontrem com o rei ou rainha dobram rapidamente a echarpe sobre o punho, em sinal de respeito.

Outra coisa que chama a atenção em Butão são seus festivais culturais que reúnem danças e músicas típicas. Esses eventos são gratuitos e oferecidos a toda a população assim como turistas que são recebidos com respeito. Os festivais são realizados nas fortalezas ou templos.

3. Visitar seus Templos e Fortalezas

Imagem do templo Takshang Goemba, em Butão.
Foto: Takshang Goemba, Butão – Pixabay

O Butão contém diversos templos espalhados por suas cidades, mas sem dúvida o mais famoso é o Taksthang Goemba (Ninho do Tigre) que se encontra na borda de um penhasco, a 900 metros do fundo do vale, próximo à cidade de Paro, de onde é possível ter uma visão impressionante.

Outros templos que valem a visita é o mosteiro Goemba Hongtsho, com lindas pinturas nas paredes, Gangtey Goemba que fica na cabeceira do vale de Gangtey, Lhakhang e Chimi Lhahang, mosteiro da fertilidade, edificado em 1499, que se encontra em Punakha, entre outros.

Nos mosteiros você poderá conhecer melhor a religião budista e ver como é a vida dos monges.

O país também é cheio de fortalezas. Isso se deve ao fato do país ter sido dividido em feudos até o século XIX, quando foi unificado e se tornado uma monarquia. Os fortes são muito bonitos, sendo trabalhados em madeira bem detalhada e pintada à mão, muito bem conservados.

Dentro deles você se deparará com um labirinto, já que esta era uma estratégia típica de defesa usada para casos de invasão.

Entre os fortes mais visitados, temos Simtokha Dzong, construído no século XVII, na cidade de Gangtey. Na cidade de Punakha, você poderá conhecer o impressionante Punakha Dzong, uma antiga fortaleza que é residência de inverno do chefe da ordem monástica e ainda serve como sede administrativa da região.

Tanto nos templos como nas fortalezas, todos devem vestir calças compridas e as mulheres devem cobrir os ombros e as pernas. Pois a bandeira butanesa (composta por um dragão branco) se encontra no local e deve ser demonstrado respeito.

Encontre a hospedagem ideal para você no BOOKING.COM:


Booking.com

4. Vivenciar a História do País

Imagem de Tashichoo Dzong, monastério e fortaleza que se encontra na capital do Butão, Thimpu.
Foto: Tashichoo Dzong, Thimpu, Butão – Pixabay

Em Butão você poderá vivenciar sua rica história, uma vez que a vida nas aldeias parece ter parado no tempo.

Você poderá ver um povo que vive maiormente da agricultura e leva muito a sério suas crenças e tradições.

Além disso, nas cidades você encontrará museus e monumentos que te ajudarão a entender a história do país. Na cidade de Thimphu, a capital do país, você poderá visitar o Memorial Nacional Chorten, Folk Heritage Museum e a Biblioteca Nacional.

Em Paro, a segunda maior cidade do país, você poderá visitar o Museu Nacional que se encontra alojado no Dzong Ta, um belo mosteiro. Nele você encontrará uma bela coleção de artefatos que te darão uma introdução à cultura e patrimônio do reino.

5. Apreciar a Natureza

Imagem da paisagem em vale de Butão.
Foto: Vale no Butão – Pixabay

A natureza em Butão é muito bem preservada, sendo que você poderá apreciá-la desde a viagem de avião da Índia, em que é possível observar as belas montanhas do Himalaia. Nos passeios entre os templos e fortalezas você também passará por florestas de bambu, pinheiros e carvalhos.

Alguns dos animais mais raros do mundo se encontram em Butão, como o takin (uma mistura de alce com búfalo), que vive em altitudes acima dos 4 mil metros e o panda vermelho que pode ser visto nas árvores em lugares mais isolados.

Em Butão você tem a oportunidade de realizar diferentes atividades ao ar livre, como trilhas, rafting, piqueniques, entre outros. Assim aproveitando para tirar belas fotografias da linda paisagem.

Encontre ofertas em seguro viagem para a Ásia na REAL SEGURO VIAGEM:

Seguro viagem asia 468x60

6. Fazer Turismo Guiado

Em Butão não é possível realizar turismo independente, sendo que os turistas são “obrigados” a contratar o serviço de uma agência de viagem que cuida de tudo para você, oferecendo um guia turístico e um motorista particular.

Isso poderia desanimar algumas pessoas que curtem viagens autônomas, mas na verdade muitos viajantes elogiaram e muito o serviço que os guias e motoristas prestaram.

Em um turismo guiado de qualidade você terá a oportunidade de contar com pessoas prestativas e que te ajudarão a entender melhor a história do país enquanto te guiam por lugares que sozinho seria bem difícil alcançar, uma vez que o transporte no país é bem limitado e carro e táxis são as melhores opções.

Além disso, você não precisa se preocupar com hospedagem, alimentação e passeios, pois tudo está incluído em seu roteiro de viagem.

Assim que contrata a agência, eles perguntam o perfil de viagem que você busca e montam tudo para você. Dessa forma você não tem nenhuma preocupação e pode aproveitar tudo com mais tranquilidade.

E embora o custo seja salgado, os viajantes que tiveram essa experiência dizem que vale muito a pena.

7. A Hospitalidade dos Butaneses

Os butaneses são um povo bem amigável e respeitoso, que tratam os visitantes com muita simpatia. Isso faz com que a viagem seja ainda mais proveitosa, fazendo com que você se sinta em casa.

Dicas

Só é possível entrar no país com um visto de viagem, sendo que o mesmo é emitido com a agência que tomará conta de seu roteiro. Por isso deve ser pedido com pelo menos um mês de antecedência devido à burocracia.

Você também precisará de um passaporte válido por pelo menos seis meses e um certificado de vacinação contra a febre amarela.

Não há voos diretos entre o Brasil e Butão, sendo necessário fazer escala em Bancoc (Tailândia) ou Nova Déli (Índia). Também é possível realizar viagem de carro de Phunstsholing a Thimphu, apesar de a viagem proporcionar uma bela paisagem composta por vales e montanhas a estrada é sinuosa e a viagem é longa, durando cerca de seis horas.

A melhor época para visitar o país é entre os meses de outubro a maio, devido aos festivais que ocorrem em Butão. Os meses de novembro a fevereiro que compreende o inverno devem ser evitados, já que muitas trilhas são bloqueadas pela neve e as temperaturas em algumas cidades podem chegar a graus negativos.

A moeda usada no país é o Ngultrum, que pode ser trocado por dólar para cobrir despesas com bebidas, lanches, táxis, gorjetas e compra de suvenires. Não é aceito cartão de crédito no Butão.

Esperamos que as informações tenham ajudado.

Caso tenha alguma dúvida, dica ou queira expressar sua opinião, deixe seu comentário.

E se curtiu o artigo, compartilhe com os amigos nas redes sociais.

Fontes – Alma de Viajante, Viagem Uol, Viajar Pelo Mundo, Nômades Digitais, Mochileiros, Rotas do Vento, Wikipedia

 photo banner real seguro 468 x 60_zpsgvj8olhy.jpg

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!