Seguro viagem geral 728x90

7 Motivos Para Realizar uma Viagem Para Nova Zelandia

Nova Zelândia é um país insular que se encontra na Oceania, no sudoeste do Oceano Pacífico. Ele é formado por duas ilhas principais, a Ilha do Norte e Ilha do Sul, cada qual com suas características únicas e belezas naturais.

No país você poderá realizar trilhas em florestas, navegar por fiordes, observar baleias, conhecer uma cultura diferente, um povo simpático e hospitaleiro e uma excelente qualidade de vida.

Quer saber mais motivos para realizar uma viagem para Nova Zelândia?

Então fique atento às informações que reunimos para você.

1. Visitar Auckland

Auckland é a principal cidade da Ilha do Norte na Nova Zelândia. Trata-se do maior centro financeiro e cultural do país.

Entre suas atrações se encontram a Sky Tower, uma torre de comunicação e observação que é uma das mais altas da atualidade, contendo 328 metros de altura. Muitos turistas a visitam para ter uma bela vista panorâmica da cidade.

O Museu Memorial de Guerra de Auckland também é muito visitado, sendo um dos mais importantes museus do país. Nele você poderá encontrar artefatos maoris das ilhas do Pacífico, coleções de fotografia sobre a história natural da Nova Zelândia e também uma coleção sobre as guerras do país.

Imagem panorâmica da cidade de Auckland, na Nova Zelândia.
Foto: Auckland, Nova Zelândia – Pixabay

Além das atrações culturais, nas proximidades da cidade você poderá realizar vários passeios ao ar livre, que é o que mais chama a atenção no país.

Entre esses passeios está a visita à ilha Waiheke, que tem 92 km² e fica a apenas 35 minutos de ferry de Auckland. É uma das maiores ilhas do país, sendo conhecida como a ilha das vinícolas, onde você encontrará uma boa quantidade de vinícolas e ainda poderá aproveitar suas belas praias e paisagem natural formada por falésias, costões e baías de águas claras.

Outra ilha bem visitada é a ilha Hangimoto, que tem o formato de cone devido a seu vulcão, que é considerado o maior e mais jovem da região. No lugar é possível fazer trilhas e escalar o cume do vulcão, durante o caminho você poderá encontrar cavernas de lava e ter uma bela vista de seu cume.

2. Conhecer Queenstown

Imagem da cidade de Queenstown, na Nova Zelândia.
Foto: Queenstown, Nova Zelândia – Pixabay

Já Queenstown é a principal cidade da Ilha Sul. Ela se encontra à beira do Lago Wakatipu, que tem uma água em tom azul profundo, sendo circundado por duas montanhas, tendo uma paisagem incrível.

E para contemplar essa bela paisagem muitas pessoas optam por um passeio na Skyline Gondola, um teleférico que sobe 450 metros, de onde você pode ter uma bela visão das montanhas que rodeiam a cidade.

Se você é fã de esportes ao ar livre vai curtir a visita à Glenorchy, uma cidade rústica que se encontra na costa norte do lago Wakatipu e além de possuir um belo cenário formado por florestas, cadeias de montanhas, o próprio lago e o rio Dart River, ainda apresenta várias opções para a prática de esportes.

Entre eles canoagem, passeios de barco, trekking, cavalgada e paraquedismo. Além disso, a região também foi usada como cenário de várias cenas da trilogia “O Senhor dos Anéis” e “Crônicas de Nárnia”.

Outros esportes praticados nos arredores são bungee jumping, tirolesa e passeios de bicicleta.

Se você for viajar para a Nova Zelândia durante o inverno, saiba que nos arredores é possível praticar ski e snowboard.

Encontre ofertas em seguro viagem para a Oceania na REAL SEGURO VIAGEM:

 photo banner real seguro 468 x 60_zpsgvj8olhy.jpg

3. Encantar-se com o Belo Milford Sound

Imagem do fiord Milford Sound, na Nova Zelândia.
Foto: Milford Sound, Nova Zelândia – Pixabay

A Nova Zelândia também é famosa por seus fiordes, e entre eles o que mais chama a atenção é o Milford Sound, o ponto turístico natural mais visitado do país.

Trata-se de um lindo lugar, formado por falésias, grandes montanhas e enormes cachoeiras que podem chegar aos 1000 metros de altura. Nele é possível realizar cruzeiros de barco, onde você poderá contemplar de perto a beleza local e se encantar.

Além disso, se você é fã de aventura vai gostar de praticar canoagem, mergulhar e fazer voos panorâmicos pelo fiorde e tirar belas fotografias.

4. Explorar as Locações da Trilogia O Senhor dos Anéis

Imagem de Hobbiton, na cidade de Matamata, na Nova Zelândia.
Foto: Hobbiton, Matamata, Nova Zelândia – Pixabay

Boa parte dos cenários vistos na trilogia “O Senhor dos Anéis” e o “Hobbit” foram filmados na Nova Zelândia, devido às suas paisagens belas e exóticas.

E devido ao grande sucesso dos filmes algumas locações foram mantidas para que os fãs da saga as visitassem.

Entre essas locações se encontra Hobbiton, a Vila dos Hobbits, que se encontra em Matamata, uma cidade que fica a duas horas de Auckland. Nela você encontrará 44 tocas de hobbit, inclusive a casa de Bilbo, o Green Dragon Pub, o moinho, a ponte de arco duplo e a famosa Party Tree e ainda poderá ouvir os relatos de como tudo foi criado.

O cenário de Valfenda, famosa cidade dos elfos, pode ser contemplado em Weelington, capital do país. A locação se encontra no Parque Kaitoke, que foi usado para ser o dublê das cenas externas de Valfenda.

Já o cenário de Mordor, foi filmado no Parque Nacional de Tongariro, o qual é formado por lagos de águas em tom esmeralda, prados alpinos, fontes termais e os maiores vulcões da ilha Norte, sendo que o vulcão Reapehu interpretou Mordor e Emyn Muil na trilogia.

Encontre a hospedagem ideal para você no BOOKING.COM:


Booking.com

5. Observar Baleias em Kaikoura

Imagem de cauda de baleia jubarte no mar em Kaikoura, na Nova Zelândia.
Foto: Baleia Jubarte, Kaikoura, Nova Zelândia – Pixabay

Observar baleias é outra atividade bem praticada na Nova Zelândia e entre os lugares mais escolhidos para praticá-la se encontra Kaikoura, um dos únicos lugares do mundo onde é possível ver facilmente baleias cachalotes.

A cachalote é a maior das baleias dentadas, podendo chegar a 15 metros de comprimento, que pode ser observada em qualquer época do ano, outras espécies que podem ser observadas são a orca que pode ser vista de dezembro a março e a baleia jubarte em junho e julho.

Também é possível ver golfinhos que frequentam a região continuamente. Este é o melhor lugar para observar esses mamíferos marinhos devido à sua paisagem subaquática incomum, e correntes com temperaturas contrárias que se cruzam, trazendo nutrientes para cima, dessa forma sustentando todos os tipos de vida marinha.

6. Conhecer a Cultura Maori

Os maoris são os povos mais antigos que habitaram a Nova Zelândia, um povo com uma cultura rica e interessante.

Você pode conhecer melhor a cultura deles, visitando as maraes, complexos cercados por construções esculpidas e terrenos que pertencem a uma determinada tribo. Geralmente eles são usados para reuniões, festas, funerais, seções educativas e outros eventos importantes da tribo.

A construção mais importante da marae é a wharenui, uma casa de reuniões entalhadas, a qual contém a estrutura que imita o corpo de um ser humano, geralmente representando um determinado ancestral da tribo.

Muitas wharenui possuem entalhes e painéis complexos relacionados à genealogia da tribo, histórias e lendas maoris, também possuindo fotografias de entes queridos que morreram.

Para entrar nesses casas é necessário tirar seus sapatos antes de entrar e ser apresentado a seus moradores. Já que é comum o povo maori realizar uma cerimônia formal de boas-vindas.

Quer saber mais sobre a Nova Zelândia? Então confira os artigos abaixo:

10 Motivos Para Realizar Intercâmbio na Nova Zelândia

Como Funciona o Intercâmbio na Nova Zelândia?

7. Fazer Compras

Se você não resiste a um souvenir saiba que na Nova Zelândia você vai encontrar objetos que dificilmente encontraria em outro lugar do mundo.

Entre eles se encontram lindos ornamentos e joias de jade, vidro artesanal, produtos de madeira local e belas roupas de malha de merino ou possum e pele de carneiro.

Além disso, você também encontrará produtos botânicos de qualidade para cuidado da pele, mel de manuka da Nova Zelândia, vinhos de qualidade e óleos de azeite e abacate artesanais.

Dicas

Não há voos diretos entre Brasil e Nova Zelândia, sendo que uma forma de chegar ao país é fazer escala em Buenos Aires, na Argentina ou Santiago, no Chile.

A melhor época para visitar a Nova Zelândia é no outono (entre os meses de setembro e novembro) e na primavera (entre os meses março e maio) quando as temperaturas são mais amenas.

Mas se quiser viajar durante o verão, você vai curtir a ilha Sul que tem um verão mais fresco, enquanto que se preferir o inverno, a ilha Norte tem um inverno com temperaturas mais altas.

Para circular na Nova Zelândia, o ideal é alugar um carro ou realizar um tour de ônibus, ou mesmo contratar uma excursão para viajar com mais tranquilidade.

A moeda utilizada na Nova Zelândia é o dólar neozelandês, que apesar de ter o valor inferior ao dólar americano, ainda assim está em vantagem em relação ao real, o que acaba tornando a viagem mais caro, por isso é bom fazer um bom planejamento.

As línguas faladas no país são o idioma maori e o inglês.

Esperamos que as informações tenham ajudado.

Caso tenha alguma dica, dúvida ou queira compartilhar sua opinião, deixe um comentário.

E se curtiu o artigo, compartilhe com os amigos nas redes sociais.

Fontes – Viagem e Turismo, 100% Pure New Zeland, 360 Meridianos, Wikipedia, Melhores Momentos da Vida

 photo banner real seguro 468 x 60_zpsgvj8olhy.jpg

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!